POLÍTICA

Apesar da prisão Lula segue na liderança

PT critica a sondagem e diz que ex-presidente será candidato de qualquer jeito

Geral
Eleições 2018 | 16/04/2018 09h16

Lula: queda foi de seis pontos porcentuais (Foto: Franklin de Freitas )

A prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enfraqueceu sua candidatura à Presidência da República, é o que constata a mais recente pesquisa Datafolha, divulgada no início da madrugada deste domingo. Em janeiro, a mostra indicava que Lula tinha 37% da preferência dos pesquisados, na pesquisa divulgada ontem, que inclui o período de sua detenção na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, o petista registra 31% das intenções de votos no cenário mais favorável entre nove pesquisados. 

Apesar da queda na pesquisa, Lula continua liderando a corrida ao Palácio do Planalto. O Datafolha traçou 9 cenários na corrida presidencial. Lula aparece em três deles e oscila entre 30% e 31%, na liderança, à frente do deputado Jair Bolsonaro (PSL), que varia entre 15% e 16%, e Marina Silva (Rede), com 10%. 

Em comunicado,  o PT diz que houve uma “manobra” entre os cenários expostos e reitera que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será o candidato do partido independentemente de sua prisão.  “Para o PT, a definição de candidatura para as eleições de outubro de 2018 está clara: Lula será o nosso candidato aconteça o que acontecer”, enfatiza o PT, ao justificar a manutenção das vigílias instaladas em Curitiba (PR) que pedem a liberdade do petista.  

Maioria dos eleitores acha justa prisão de Lula
A prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi considerada justa por 54% dos eleitores consultados na mais recente pesquisa Datafolha. Em contrapartida, 40% dos entrevistados pelo instituto acharam a detenção do petista injusta. Outros 6% não opinaram. De acordo com a mostra, 50% avaliam que o ex-presidente deveria ser vetado de participar da corrida presidencial e 48% acham que não deveria haver impedimento. A diferença está dentro da margem de erro, que é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. 
A pesquisa Datafolha mostra  ainda que dois de cada três eleitores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvas (PT) deverão votar em quem ele apoiar nessa corrida presidencial, caso o petista fique impedido de disputar o pleito E 1/3 afirma que não tem opção e preferem votar em branco ou anular o voto, nos cenários mostrados pela pesquisa. Com a ausência de Lula nessa disputa presidencial, os pré-candidatos que mais se beneficiam são a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Os dois foram ministros do governo Lula. Marina fica com cerca de 20% das intenções de voto num cenário sem o ex-presidente e Ciro Gomes registra 15%.

Metodologia
A nova pesquisa Datafolha, que foi feita entre quarta, 11, e sexta-feira, 13, teve como base 4.194 entrevistas em 227 municípios. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob número BR-08510/2018.

Com informações de Bem Paraná


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp